Os impactos do coronavírus nas startups

A pandemia do coronavírus, além de já ter causado milhares de mortes no mundo inteiro, tem causado também fortes impactos na economia global. As medidas de isolamento social, recomendadas como forma de evitar o contágio para um número maior de pessoas, acabaram afetando diretamente as atividades comerciais de diversas empresas. Este cenário econômico é ainda mais crítico para as startups, que muitas vezes não dispõem de fluxo de caixa suficiente para manter as operações sem receita por muito tempo.

Algumas startups brasileiras já anunciaram demissões e reduções de equipe, como medidas para cortar os custos. Este é o caso, por exemplo, da startup MaxMilhas, que trabalha com o modelo de intermediação de compra e venda de pontos em programas de fidelidade das companhias aéreas. Com o drástico impacto do coronavírus no setor de aviação, algumas empresas do setor estão reduzindo suas atividades em 90%, o que também afetou a startup. A
empresa que tinha em torno de 400 funcionários antes da crise, teve de reduzir em 42% a quantidade de profissionais em sua equipe. O presidente executivo da startup, Max Oliveira, comentou, através de suas redes sociais, que a decisão de demitir provocou “o dia mais difícil de sua vida”.
Outra startup que precisou realizar demissões foi o unicórnio Gympass, que oferece um serviço para conectar profissionais de empresas à uma rede de academias. A empresa foi afetada pelo fechamento das academias em meio à quarentena, o que levou a um grande número de cancelamentos do serviço por parte dos seus usuários. A empresa não divulgou o número de demissões, mas afirmou que “precisou de mudanças para cortar custos”.
O banco digital C6 Bank também precisou desligar por volta de 60 profissionais dentro do seu time de quase mil pessoas. Segundo comunicado da empresa, foram feitos “ajustes em áreas por conta da parada na economia”, em áreas como marketing e comercial. Contudo, a empresa também afirmou que segue fazendo contratações para profissionais das áreas de tecnologia e operações.

Por conta dos impactos do Covid-19, importantes fundos de venture capital com atuação no país voltam os olhos para os seus portfolios e preveem, ao menos no curto prazo, uma redução nos investimentos em startups. “Estamos trabalhando para ter certeza que as nossas empresas estão preservando caixa”, afirmou Paulo Passoni, sócio do Softbank na América Latina. O Softbank chegou a região em Abril de 2019 e já investiu cerca de US$ 2 bilhões em 20
startups, como QuintoAndar, Loggi e Vtex.
Para os fundos de investimentos, ajudar as startups a superarem este momento delicado da economia não é o único desafio. Michael Nicklas, sócio da Valor Capital, fundo que já investiu em startups como GuiaBolso e Loft, afirma que estão trabalhando com outros fundos para captar recursos e fornecer pelo menos 18 meses de fôlego para algumas de suas empresas. “Mas também temos visto companhias que estão aproveitando as oportunidades que a crise
traz”, afirmou Nicklas.
O cofundador da Monashees, outra pioneira do venture capital no País, Eric Acher também destacou que algumas de suas startups da área de e-commerce estão crescendo absurdamente. Ele aponta outro ponto positivo para as startups locais diante da crise: a resiliência. “É bom lembrar que muitas dessas empresas foram criadas durante a pior recessão vivida pelo Brasil.”

Fato é que as startups terão de se adaptar à esta nova realidade, onde as perspectivas que apontavam para recordes em resultados das startups em 2020, mudaram totalmente. O jogo agora é outro e ainda não sabemos exatamente quais serão as novas regras. Mas, levarão vantagem no jogo as startups que conseguirem manter seus negócios, usando principalmente a agilidade e a resiliência para superar estes momentos difíceis.

Fontes:
https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/inovacao/startups-brasileiras-fazem-demissoes-por-conta-do-coronavirus,fd0da4db91279dfc22e419caa786f91as9j6kdn4.html
https://neofeed.com.br/blog/home/fundos-de-venture-capital-avisam-e-hora-de-segurar-aportese-de-preservar-o-portfolio